[Resenha] O lado feio do amor

Goutyne
By Goutyne
Resenha O lado feio d amor

Todos me alertaram sobre a leitura de “O Lado Feio do Amor”. Todos me disseram para estar preparada para as emoções. E, é claro, nenhum dos avisos de fato me preparou para alguma coisa, porque o mais recente lançamento de Colleen Hoover no Brasil praticamente me afundou junto com suas emoções.

Aqui, há duas histórias sendo contadas, ambas em primeira pessoa. A primeira se passa nos dias atuais, após Tate se mudar para o apartamento de seu irmão, Corbin, e conhecer seu vizinho e amigo, Miles. Através da narrativa da garota, podemos acompanhar o desenvolvimento do estranho relacionamento entre ela e Miles, bem como sermos apresentados ao misterioso e fechado rapaz.

A segunda história, por sua vez, é contada pela voz de Miles, seis anos antes de sua vida atual, e é essa a parte responsável por nos fazer compreender suas atitudes e a pessoa na qual ele acabou se transformando. Aliás, vale ressaltar a forma extremamente poética assumida por essa narrativa: a autora preferiu estruturar sua escrita em versos, revelando a força das emoções de Miles.

Miles impõe a Tate apenas duas regras: não perguntar sobre o passado ou esperar dele algum futuro. Um relacionamento sexual baseado inteiramente no momento presente é tudo o que ele pode oferecer a ela, e ela aceita, mesmo ciente dos riscos a que está exposta.

Levando em conta que tenho certa ressalva ao acompanhar narrativas eróticas, por geralmente não serem interessantes para mim como leitora, poderia soar estranho que eu tenha gostado de “O Lado Feio do Amor”. Contudo, a intensa escrita de Colleen Hoover, além de completamente envolvente, é extremamente hábil ao construir a história.

Embora esta tenha um forte conteúdo sexual, nenhuma das cenas é puramente sexual ou presente apenas por um apelo erótico; pelo contrário, são muito mais descritas através das sensações e emoções das personagens – fundamentais para o desenvolvimento do enredo – do que de uma maneira exageradamente visual, sem finalidade extra na narrativa.

Entre Versos e Emoções: Uma Jornada Intensa em “O Lado Feio do Amor” de Colleen Hoover

Entre Versos e Emocoes Uma Jornada Intensa em O Lado Feio do Amor de Colleen Hoover

Dessa maneira, não demorei a me envolver com Tate e Miles, e pela força da tensão entre eles. Tate, ainda que ciente da situação na qual se comprometeu, tem extrema dificuldade em lidar com ela, e fui capaz de compreender suas emoções. Já Miles conseguiu me cativar por, em uma situação bastante clichê em um romance, se destacar e fugir do estereótipo que poderia se esperar que ele assumisse. Ao contrário do Bad Boy que não quer compromissos, faz o estilo “bom moço” apaixonante, ainda que completamente sincero e aberto sobre suas intenções.

Por um lado, desde o início tive certeza sobre o que estaria por trás da reticência de Miles, então, quando seu passado é enfim revelado, senti certa decepção. Por pior que fosse a situação descrita, nesse momento não fui capaz de me emocionar, simplesmente porque eu já esperava por aquilo. Assim, nesse instante, senti que “O Lado Feio do Amor” perderia alguns pontos comigo, sem conseguir me afetar como, aparentemente, afetou a maioria esmagadora de seus leitores arrebatados por ele. Acreditei que a história seguiria a fórmula já imaginada por mim, e sua suposta previsibilidade conteve qualquer emoção que eu poderia ter esboçado.

De certa forma, a história em si não revelou muitas novas surpresas, exceto talvez por alguns pequenos detalhes. Contudo, seu diferencial para mim esteve exatamente na maneira como foi narrada, sobretudo pela escolha de narrativas da autora nos últimos capítulos. A partir de certo ponto, não temos mais Miles narrando seu passado, mas sim seu presente, o que permitiu uma maior compreensão de suas emoções e pensamentos. Porém, o triunfo de Colleen Hoover para mim esteve no único capítulo narrado por uma terceira personagem que não os protagonistas.

Foi nesse instante que finalmente fui arrebatada, porque foi aqui que pude sentir toda a dimensão dos fatos, que pude realmente compreender Miles, porque aqui temos não a visão de Tate sobre ele ou sua própria voz, mas uma terceira sobre ele. Uma terceira e enorme carga emocional para o enredo. A partir daí, as lágrimas acompanharam minha leitura até o último ponto final – foi impossível conter a emoção. De certa forma, atribuí também meus sentimentos ao próprio processo pelo qual Miles passa. Enquanto suas barreiras estão fortemente construídas ao seu redor, fui protegida de suas emoções. Foi sua vulnerabilidade quem atingiu a minha.

De um modo geral, “O Lado Feio do Amor” é mais um romance arrebatador de Colleen Hoover, tão intenso e envolvente quanto seus livros costumam ser. Embora composto por diversos clichês, ainda assim todos eles foram combinados de uma forma original, compondo uma história inesquecível. Por fim, não foi o lado feio do amor quem me arrebatou aqui. Não, foi justamente o seu oposto: seu lado mais belo, sensível e emocionante.

O lado feio do amor

Last Amazon price update was: 21/06/2024 05:52
Compartilhe Este Post
By Goutyne
Follow:
Bem-vindo ao nosso site dedicado ao entretenimento e cultura! Aqui, você encontrará uma variedade de conteúdos envolventes sobre filmes, séries, resenhas de livros e ofertas imperdíveis.