domingo, 25 fevereiro, 2024

7 Dietas Bizarras na História: Rumo à Boa Forma

Uma dieta equilibrada é aconselhada a todos, não apenas àqueles que desejam perder peso. Claro, há casos de dietas bizarras, como para pessoas que enfrentam problemas de saúde e necessitam seguir regimes rigorosos. Contudo, como norma geral, o ideal é encontrar o equilíbrio entre o que é benéfico para a saúde e o que é agradável ao paladar.

Porém, algumas pessoas se tornam neuróticas com dietas bizarras, procurando fórmulas mágicas para perder peso rápido e de forma fácil, o que faz com que métodos bizarros de dieta surjam ao longo dos séculos.

Vamos as 7 Dietas Bizarras: A História da Boa Forma

1. Dieta da Mastigação

1. Dieta da Mastigação

Foi popularizada por Horace Fletcher, no início do século XX. Fletcher acreditava que a mastigação era essencial para que a comida fosse bem absorvida pelo corpo.

Então, de acordo com sua dietas bizarras, a pessoa deveria mastigar os alimentos 32 vezes, em aproximadamente 30 segundos. Na hora de engolir, deveria virar a cabeça para trás e deixar a comida escorrer pela garganta. Tudo o que fosse sólido e não descesse fácil, deveria ser cuspido.

Essas dietas bizarras foi testada em sanatórios e o próprio Fletcher disse ter perdido 18 quilos. Aparentemente, o desejo de comer diminui com essa dieta, o que faz com que a pessoa coma cada vez menos. Além disso, a parte da comida que ainda estiver sólida, será expelida.

  • Efeitos Colaterais: Lesões na mandíbula. Tempo muito longo para as refeições. Amigos enojados.

2. Dieta da tênia

2. Dieta da tênia

A ideia aqui é se deixar infectar por lombrigas. Foi muito popular no início do século XX, quando eram vendidas pílulas recheadas com ovos de tênia.

Uma vez ingerida, a tênia se hospeda no intestino da pessoa e absorve todos os nutrientes ingeridos, fazendo com que a pessoa fique desnutrida, indisposta e, claro, mais magra.

  • Efeitos Colaterais: Desnutrição. Indisposição. Diarreia. Ovos de tênia obstruindo órgãos. Morte.

3. Dieta da Bela Adormecida

3. Dieta da Bela Adormecida

Você não come enquanto dorme, certo? Então, se você estiver sedado por dias, passará um bom tempo sem comer, então, perderá peso.

Dormir é bom e fundamental para a saúde, mas o excesso não é nada aconselhável. Até mesmo, porque nessa dieta o sono era induzido por sedativos, que causam dependência. Supostamente, Elvis Presley utilizou essa dieta para emagrecer, já em seus últimos anos de vida.

  • Efeitos Colaterais: Dependência. Enjoos. Fadiga. Morte. Desnutrição.

4. Dieta dos Óculos Azuis

4. Dieta dos Óculos Azuis

Se a comida não parece atrativa pra nós, a tendência é que não queiramos comê-la. Por isso, a sugestão dessa dieta é usar óculos azuis para que a comida não seja atrativa.

Claro que as cores influenciam nosso cérebro. Então, a técnica tem a seguinte explicação: a natureza não produz alimentos azuis. Portanto, nosso apetite será reduzido, manifestando nosso nojo natural por comidas azuis.

  • Efeitos Colaterais: Parecer um idiota com óculos azuis. Problemas de visão.

5. Dieta do Banho

5. Dieta do Banho

O segredo dessa dieta é tomar banho com o sabão Aoqili. Esse sabão diz conter algas que penetram a pele e destroem as células de gordura. Porém, não existe a menor prova de que isso funcione.

  • Efeitos Colaterais: Reações alérgicas graves.

6. Dieta do Grampo na Orelha

6. Dieta do Grampo na Orelha

O que se deve fazer é grampear a cartilagem interna da orelha para que o apetite seja reduzido. O grampo só pode ser deixado no lugar de 6 semanas a 3 meses, pois o corpo pode se acostumar e perder a eficácia.

Algumas pessoas dizem ser um método eficaz. Provavelmente, pode dar resultado pela similaridade com as técnicas de acupuntura.

  • Efeitos Colaterais: Procedimento doloroso. Infecções. Lesões nos nervos.

7. Dieta da Bola de Algodão

7. Dieta da Bola de Algodão

Extremamente perigosa, já que nosso organismo foi desenvolvido para digerir comida…

Essa dieta é exatamente o que o nome sugere: a pessoa deve comer bolas de algodão, que podem estar secas ou embebidas em gelatinas e sucos. O algodão oferece logo a sensação de saciedade, fazendo com que a pessoa ingira cada vez menos comida.

  • Efeitos Colaterais: Refeições nojentas e sem graça. Desnutrição. Obstrução do sistema digestivo. Graves problemas digestivos.
Goutyne
Goutynehttps://goutyne.com
O site mais completo de curiosidades e entretenimento da internet.

Populares

Interessante!