Por que não vemos bandeiras nacionais com a cor roxa?

Goutyne
By Goutyne
Por que não vemos bandeiras nacionais com a cor roxa

Ao longo da história, muitos países adicionaram elementos criativos às suas bandeiras, seja na forma de um dragão (Butão) ou uma águia de duas cabeças (Albânia). No entanto, uma bandeira que você provavelmente não encontrará, tão facilmente é uma que inclua a cor roxa.

Embora muita gente possa pensar o contrário, o fato é que a ausência da cor roxa nas bandeiras nacionais não ocorre porque essa cor é considerada universalmente “fora de moda”. Na verdade, a sua ausência nas bandeiras tem mais a ver com uma questão de economia e praticidade.

Ao longo desse artigo, você vai entender a história por trás da pouca utilização dessa cor glamorosa em símbolos nacionais.

A principal razão pela qual não vemos bandeiras nacionais com a cor roxa

Mesmo que você reconheça a maioria das bandeiras nacionais, isso não significa que você saiba por que certas cores foram usadas mais do que outras. Por exemplo, a cor roxa é usada apenas em duas bandeiras nacionais por um bom motivo: até bem recentemente, o corante roxo era muito caro para ser usado, mesmo quando se tratava das nações mais ricas.

As primeiras tinturas roxas eram obtidas através de uma espécie de caracol marinho que só costumava ser encontrada em um pequeno trecho do Mediterrâneo. Para se ter uma ideia, eram necessários milhares desses caracóis para produzir uma única grama de corante! Por esse motivo, a cor roxa era muito valiosa nos séculos passados.

Embora existissem vestimentas roxas, elas eram usadas principalmente pelos extremamente ricos e membros da família real (daí o termo “púrpura real”). Por conta disso, embora até pudesse ser uma ação ousada, incorporar roxo nas bandeiras simplesmente não valia todo o custo envolvido.

O status da cor roxa mudou para sempre em 1856, quando um estudante universitário britânico chamado William Henry Perkin descobriu uma maneira de produzir uma tintura roxa totalmente sintética. A partir daí, o pigmento roxo se tornou muito mais acessível, o que explica por que as poucas bandeiras que têm algum detalhe em roxo foram todas projetadas depois de 1900.

Dominica é uma das duas nações a utilizar uma bandeira com algum detalhe na cor roxa

A bandeira da Dominica é uma das duas bandeiras nacionais que conta com um detalhe em roxo. A bandeira atual, que foi adotada em novembro de 1978, sofreu pequenas alterações em 1981, 1988 e 1990. Ela foi desenhada por Alwin Bully enquanto o país se preparava para a independência.

A bandeira é composta por um fundo verde que representa a vegetação do país. A área verde é dividida em quatro partes iguais por uma cruz de três faixas que inclui as cores amarelo, preto e branco. As três cores representam as pessoas, o solo e a água pura, enquanto que a cruz simboliza o Cristianismo e a Trindade.

No centro da cruz está uma esfera vermelha com 10 estrelas de cinco pontas circundando um papagaio-imperial. O pássaro tem penas roxas na região do peitoral e na cabeça, tornando a bandeira uma das duas únicas bandeiras nacionais a ter a cor roxa.

A bandeira da Nicarágua também conta com um detalhe em roxo, embora ainda mais discreto

A bandeira da Nicaragua tambem conta com um detalhe em roxo embora ainda mais discreto

A atual bandeira da Nicarágua foi adotada em 1908 e oficializada em agosto de 1971. O desenho da bandeira foi inspirado na bandeira da República Federal da América Central, um país constituído em 1823 que durou apenas 17 anos.

A bandeira da Nicarágua consiste em uma faixa horizontal branca entre duas faixas azuis. As duas listras azuis são representações do Mar do Caribe e do Oceano Pacífico, enquanto o branco simboliza a paz. Em alguns casos, as cores azuis também são interpretadas como um símbolo de lealdade e justiça.

A faixa branca tem o brasão do país no centro. O brasão de armas tem um arco-íris com uma faixa roxa clara como uma das cores. O arco-íris simboliza a liberdade, enquanto os vulcões representam a irmandade de todos os cinco países-irmãos da América Central (Guatemala, El Salvador, Honduras, Nicarágua e Costa Rica).

Para finalizar, vale destacar que quando se trata da estética das bandeiras nacionais, nenhuma cor é usada com mais frequência do que o vermelho. De fato, mais de 20% das nações do mundo usam essa cor de alguma forma, apesar do simbolismo por trás do vermelho variar de cultura para cultura.

Compartilhe Este Post
By Goutyne
Follow:
Bem-vindo ao nosso site dedicado ao entretenimento e cultura! Aqui, você encontrará uma variedade de conteúdos envolventes sobre filmes, séries, resenhas de livros e ofertas imperdíveis.