Sua mãe tinha razão, cara feia é fome sim!

Goutyne
By Goutyne
Sua mae tinha razao cara feia e fome sim

Se a sua mãe e sua avó costumavam dizer “cara feia, para mim, é fome”, acredite, mais uma vez elas tinham razão. A professora de nutrição e dietética Sphie Medlin, do Kings College London, no Reino Unido, confirmou aquilo que o senso comum já sabe há muito tempo: a fome provoca irritação. Isto acontece, segundo ela, porque, quando estamos com fome, o nível de açúcar cai e faz subir os níveis de cortisol e adrenalina, considerados hormônios do estresse.

O corpo também precisa repor mais energia com mais alimentos, o que leva os neurônios a liberar neuropeptídios – substâncias que provocam a sensação de fome no cérebro. “Os neuropeptídeos que provocam a fome são os mesmos que provocam irritação, raiva e comportamentos impulsivos. Então, é por isso que você tem este mesmo tipo de resposta”, explica Medlin.

“A fome dá sonolência, irritação e mau humor. Quando todas as refeições são feitas de forma adequada, há mais disposição nas atividades diárias”, explica a nutricionista Jaqueline Matias.

As causas

Para produzir a energia necessária e funcionar bem, seu organismo utiliza a reserva de glicose já armazenada no fígado e nos músculos, antes de recorrer à gordura do corpo. Se você não se alimenta, seu fígado passa a trabalhar mais por sentir falta de glicose, o que faz você se sentir fraco, com raciocínio lento e, consequentemente, mal humorado. Ou seja, para manter a energia em alta e o nível de açúcar no sangue estável – dois fatores que não só afetam sua saúde física, como também seu humor – você precisa comer calorias suficientes no seu dia.

Raciocínio lento, fraqueza e mau humor

O que os cientistas resolveram comprovar é como manter o autocontrole do humor requer energia, parte da qual é fornecida pela glicose. Parceiros com níveis mais baixos de glicose mostraram mais raiva e agressividade segundo mostram estudos feitos pelo psicólogo Brad Bushman, da Ohio State University, nos Estados Unidos. Ele e colegas da Universidade de Kentucky e da Universidade da Carolina do Norte reuniram 107 casais e passaram a medir a glicose no sangue deles durante 21 dias.

A constatação foi justamente a que sua avó já sabia: os parceiros com níveis mais baixos de glicose mostraram mais raiva e agressividade. Bushman justifica que “a glicose fornece a energia que o cérebro precisa para exercer o autocontrole, e quando os níveis de glicose estão baixos, a agressão é mais provável.”

Há evidências não só para a relação entre o mau humor e a fome como também para o fato de que as pessoas costumam se comportar melhor depois de um lanche. Após disputarem o desafio, os pesquisadores chegaram à seguinte conclusão: quanto menor o nível de glicose no sangue, maior a intensidade e duração do ruído estabelecido para o seu cônjuge. Ou seja, quanto mais fome você sente, mais cruel você pode ser até com quem ama.

Compartilhe Este Post
By Goutyne
Follow:
Bem-vindo ao nosso site dedicado ao entretenimento e cultura! Aqui, você encontrará uma variedade de conteúdos envolventes sobre filmes, séries, resenhas de livros e ofertas imperdíveis.