quinta-feira, 22 fevereiro, 2024

Albert Einstein: Novos Arquivos Encontrados

Os traços gerais desta história de Albert Einstein são bem conhecidos. Ele nasceu na Alemanha em 1879, trabalhou em um escritório de patentes em Berna, na Suíça a partir de 1905, e em 1915 completou uma obra que abalou o mundo.

Sua Teoria Geral da Relatividade, a qual ajudou a explicar como espaço. Tempo e gravidade interagem e o catapultou para a estratosfera da comunidade científica. Imigrou para os Estados Unidos em 1933 e passou o resto de sua carreira profissional na Universidade de Princeton. Mas trabalhando ativamente nas ciências e também em questões políticas e sociais até sua morte, em 1955.

Também existem histórias bastante difundidas a respeito de sua infância e instrução que parecem conflitar com o fato de que era um grande gênio. De que ele era uma criança preguiçosa. Mas De que ele era um estudante relapso que reprovou em matemática. De que ele tinha uma deficiência de aprendizagem. Quanto disso é verdade?

De acordo com diversas fontes, incluindo os Arquivos Albert Einstein em Israel. Que detêm o maior acervo de escritos do cientista em todo o mundo, parte disso é verdade e parte não é.

Ele começou a falar tarde?

Einstein contou a um biógrafo, Carl Seelig, que seus pais. “Ficaram preocupados porque eu comecei a falar relativamente tarde e consultaram um médico a respeito disso.” Contudo, seus avós escrevem uma carta a membros da família após visitá-lo. Mas quando tinha dois anos e não mencionaram qualquer atraso nesse sentido, notando, ao invés, que ele tinha “ideias curiosas”.

Albert Einstein era um estudante relapso?

Albert Einstein era um estudante relapso

Einstein começou a frequentar a escola com seis anos e meio e, de acordo uma biografia encontrada nos Arquivos Albert Einstein. Seus professores não o consideravam especialmente talentoso apesar de ele receber notas altas.

Ele odiava os protocolos rígidos seguidos pelos professores e exigidos dos alunos pelo método de aprendizagem mecânica empregado. O que explica seu desdém pela escola, o qual ele levou consigo quando, com nove anos e meio. No entanto ele entrou no Ginásio Luitpold, uma escola secundária concorrida.

Com 11 anos estava lendo livros de física de nível universitário e aos 13 decidiu que Kant era seu autor favorito depois de ter lido a “Crítica da Razão Pura”. Ele era claramente brilhante para qualquer um que estivesse prestando atenção.

Albert Einstein reprovou em matemática?

Além do boato quanto à reprovação de Einstein. Mas o que nunca aconteceu, a matéria citava o gênio como matemático, uma profissão que ele não teve. Como estava vivo, o gênio considerou a matéria bem-humorada e declarou: “Eu nunca reprovei em Matemática… Antes de completar 15 anos, eu já sabia tudo de cálculo diferencial e integral”. Vale notar que essa é a idade com que os melhores alunos começam a aprender cálculo na Alemanha.

O que fez com que Einstein dominasse conhecimentos avançados de Matemática tão cedo foi sua dedicação pessoal. Com 12 anos de idade, o pequeno Albert começou a estudar geometria e álgebra sozinho com livros que seus pais haviam comprado para ele. Na mesma época, ele passou a se dedicar ao cálculo e todos esses conhecimentos o ajudaram a desenvolver suas teorias.

Albert Einstein tinha uma deficiência de aprendizagem?

É comum se ouvir dizer que Albert Einstein era disléxico. Mas é difícil fazer um diagnóstico póstumo, mas as evidências sugerem fortemente que ela não era, afirmam diversos biógrafos. Também é comum se ouvir dizer que ele tinha Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade.

Porque ele sonhava acordado na escola quando era jovem e era notoriamente esquecido. Síndrome de Asperger, um transtorno do espectro do autismo caracterizado por problemas de interação social e por padrões repetitivos de comportamento.

Em 2003, a BBC noticiou que pesquisadores das universidades. Cambridge e Oxford acreditavam que Einstein (e Isaac Newton) exibia sinais de Asperger quando criança, período em que era solitário e repetia frases.

Seja lá o que ele tinha, isso não o impediu se tornar possivelmente o mais famoso e mais brilhante cientista da história.”

Goutyne
Goutynehttps://goutyne.com
O site mais completo de curiosidades e entretenimento da internet.

Populares

Interessante!