Abeto-balsâmico: por que essa planta tem bolhas em sua casca?

Goutyne
By Goutyne
Abeto balsamico por que essa planta tem bolhas em sua casca

Quando pensamos em “árvores”, é comum que ignoremos as grandes diferenças que existem entre as espécies que vivem mundo afora — a não ser que você seja um biólogo, é claro.

Uma dessas diferenças é a produção de um líquido pegajoso que sai de algumas espécies de pinheiros, principalmente no Hemisfério Norte, onde os pinheiros são mais comuns. Estamos falando do abeto-balsâmico (Abies balsamea).

O abeto-balsâmico é uma árvore que pode apresentar bolhas em sua casca, como se a planta sofresse com algum tipo de acne. Dessas bolhas sai uma espécie de resina com muitas utilidades, usada desde medicamento natural à aromatizante.

Por que o abeto-balsâmico produz essas bolhas?

O abeto-balsâmico produz as bolhas com resina como uma forma de se proteger de insetos. Quando a planta sofre um corte, ela começa a secretar resina para se defender. A resina tem como objetivo evitar a proliferação de fungos e contribuir para a cicatrização do ferimento.

Conforme o tempo passa, a área externa dessa resina seca, formando uma casca, mas, internamente, ainda há resina no estado líquido — é por isso que é possível apertar essas bolhas para extrair a resina.

Contudo, o modo mais comum de se extrair a resina é usando uma faca e cortando essa casca. Desse modo, a resina escorre e pode ser coletada.

Por que as pessoas coletam essa resina?

A resina do abeto-balsâmico é muito apreciada pela indústria de óleos essenciais e produtos de limpeza, por exemplo. Sabe aquele aroma de pinheiro que agrada a muitas pessoas? Então, ele pode vir da resina do abeto balsâmico.

Já os escoteiros canadenses usam o abeto-balsâmico nas suas estratégias de sobrevivência na floresta. Isso porque a resina é inflamável e pode ajudar as pessoas a acenderem fogueiras — o que é muito útil se você for passar a noite nas geladas florestas canadenses.

A resina do abeto-balsâmico também pode ser usada em tratamentos de primeiros socorros em cortes, ajudando a estancar o sangramento de ferimentos e até mesmo no tratamento de pequenas queimaduras.

O uso do abeto-balsâmico na perfumaria, inclusive em escala industrial, também é comum. Isso porque a resina tem um aroma agradável de longa duração, o que contribui para criar perfumes de qualidade.

Também por isso, ele é um produto muito importante na indústria de óleos essenciais, inclusive no uso terapêutico.

Abeto-balsâmico é extraído de forma sustentável

A extração do abeto-balsâmico ocorre de forma sustentável, por meio de cortes nas bolhas e na casca das árvores. É parecido com a extração de látex das seringueiras brasileiras.

Além do Canadá, outros países que se destacam pelo uso comercial e cultural do abeto-balsâmico são os EUA, Rússia e Finlândia — apesar da planta ser originária da América do Norte.

Compartilhe Este Post
By Goutyne
Follow:
Bem-vindo ao nosso site dedicado ao entretenimento e cultura! Aqui, você encontrará uma variedade de conteúdos envolventes sobre filmes, séries, resenhas de livros e ofertas imperdíveis.