Veja 4 dicas para voltar a fazer sexo pós-separação

Goutyne
By Goutyne
Veja 4 dicas para voltar a fazer sexo pos separacao

O término de um relacionamento longo é recheado de questões para os envolvidos: quem vai morar onde (no caso de pessoas que moravam juntas), possíveis pets que tinham juntos, se acostumar com a repentina ausência da pessoa, entre outras. Em meio a tudo isso, ainda há um ponto que assombra muitos recém-solteiros: a volta à ativa no sexo casual.

Voltar a fazer sexo após uma separação pode ser um desafio emocional e físico para muitas pessoas. É importante lembrar que cada pessoa é única, e o tempo necessário para se sentir confortável e pronta para se envolver em intimidade novamente pode variar.

Pessoas que passam por relações monogâmicas e cumprem os acordos estabelecidos costumam passar anos fazendo sexo com a mesma pessoa e se acostumando tanto com o repertório e logística sexual específicos quanto com a falta de necessidade do “flerte” com alguém com quem não se tem intimidade.

De acordo com o terapeuta e sexólogo André Almeida, é comum que um recém-solteiro não se sinta preparado para transar.

“O prazer sexual está muito mais entre as orelhas do que nos órgãos genitais. Tem gente que termina bem e logo engata comportamentos sexuais tranquilamente, mas, se houver alguma questão afetiva ou de apego, já é mais difícil”, explica.

A maneira de lidar com o sexo depois de um término varia de pessoa para pessoa. O tempo de readaptação vai depender de alguns fatores determinantes.

Além da autoestima, que em alguns casos pode ficar abalada depois de um término a depender de como ele acontece, existe talvez a questão mais complicada, que é a intimidade que se tinha com o antigo par.

Foto colorida de um casal deitado na cama, enquanto o homem dorme a mulher está sentada apoiada nos joelhos e olhando para o horizonte - Metrópoles

“Há pessoas que lidam superbem com sexo casual, enquanto outras precisam de certa intimidade para ter relações sexuais. Isso leva tempo para acontecer”, explica.

E como lidar?

Para quem está passando por essa situação e não vê a hora de sair dela, o terapeuta sexual dá algumas dicas:

  • Primeiramente, é preciso respeitar o próprio tempo de readaptação, entender que ninguém é uma máquina e que nem sempre estamos prontos para transar. O desejo sexual não vem a toda hora. Não é necessário nem saudável sair transando com todo mundo. E está tudo certo.
  • Faça coisas que ratifiquem sua autoimagem positiva e se lembre que você é capaz, bonito (a) e tem condições de se relacionar com outras. Lembre também que você tem comportamentos sexuais adaptativos e consegue dar prazer a alguém.
  • Sempre escute o (a) parceiro (a). Cada um de nós tem um repertório. Você está acostumado com um, mas pode ser que a nova pessoa goste de outras coisas. Conversar com o crush com quem você vai transar é importante para saber o que ele gosta de fazer e receber.
  • Tenha paciência. Vá devagar. Paquere e flerte, para só depois partir para o sexo. Isso é importante para dessensibilizar a nova etapa da sua vida e ficar renovado para um outro amor – ou mesmo para se manter sozinho (a), se assim desejar.

Em última análise, o mais importante é que você se sinta confortável e pronta para voltar à intimidade sexual. Não se sinta pressionada(o) a fazê-lo antes que esteja pronta(o). Respeitar seu próprio tempo e bem-estar é fundamental para uma experiência sexual saudável e gratificante.

Compartilhe Este Post
By Goutyne
Follow:
Bem-vindo ao nosso site dedicado ao entretenimento e cultura! Aqui, você encontrará uma variedade de conteúdos envolventes sobre filmes, séries, resenhas de livros e ofertas imperdíveis.