Sementes Tóxicas: Quais Evitar em Excesso?

Goutyne
By Goutyne
Sementes Tóxicas Quais Evitar em Excesso

Frutas como cerejas e maçãs são amplamente consumidas em todo o mundo. A maçã é uma das frutas mais populares do planeta e ela poder ser tóxicas, sendo consumida incessantemente através de diversas receitas, enquanto a cereja é largamente usada em bebidas, tortas, bolos e sobremesas em geral. Mas você sabia que as sementes de ambas as frutas podem ser tóxicas?

Muita gente ainda não sabe, mas as sementes de algumas frutas aparentemente inofensivas contêm compostos perigosos que podem ser prejudiciais para nós, se as comermos em excesso.

Ao longo deste post, nós vamos analisar quais frutas têm sementes potencialmente tóxicas e por que elas apresentam tais características.

Quais frutas possuem sementes tóxicas?

Quais frutas possuem sementes toxicas

Frutas como cerejas, damascos, ameixas e pêssegos têm sementes duras ou “caroços” em seus centros. Por conta disso, raramente as engolimos, muito menos as mordemos, principalmente depois de devorar as polpas saborosas dessas frutas.

Ainda assim, sempre há a chance de que uma dessas frutas venha com um caroço triturado e aí é quando você precisa ter cuidado.

O mesmo vale para maçãs e peras, por isso é aconselhável não mastigar muitas de suas sementes. Por quê? Bem, basicamente, as sementes e caroços dessas frutas em particular contêm amigdalina (um composto cianogênico), que seu corpo pode converter em cianeto uma toxina de potencial considerável.

No entanto, o fato é que ninguém precisa entrar em pânico por causa de seus anos de consumo de maçã, pera e afins. De um modo geral, é altamente improvável experimentar quaisquer efeitos prejudiciais ao comer essas sementes.

Para você estar em qualquer perigo real, o número de frutas ou sementes que você teria que consumir para obter cianeto suficiente em seu corpo teria que ser incrivelmente alto.

Como essas sementes se tornam tóxicas?

Quando você morde uma dessas sementes (ou simplesmente engole uma esmagada), a amigdalina que você acabou de ingerir viaja para o seu intestino, onde uma enzima chamada beta-d-glucosidase (que também pode ser liberada da própria semente) converte a amigdalina em glicose, benzaldeído e cianeto de hidrogênio (HCN).

O cianeto, por sua vez, inibe uma enzima que costuma afetar a mitocôndria de nossas células. A inibição desta enzima, nomeadamente citocromo-c-oxidase, resulta na cessação da respiração celular.

Como as mitocôndrias são as centrais de energia de nossas células e a respiração é o processo pelo qual a energia é produzida para uso no corpo, o estágio final desse processo pode acabar resultando em morte.

No entanto, como já foi dito anteriormente, isso só aconteceria em caso de ingestão de uma grande quantidade de cianeto, o que é altamente improvável de se obter através do consumo moderado de caroços de cereja ou sementes de maçã.

Uma palavra final sobre sementes tóxicas

Com isso em mente, podemos dizer que, embora algumas sementes apresentem um certo potencial tóxico, morder algumas dessas sementes não é suficiente para prejudicá-lo e, na verdade, quando engolidas inteiras, elas tendem a passar pelo seu sistema sem liberar quase nenhum cianeto.

Dito isso, caso queira, você pode simplesmente evitar mastigar muitas das sementes e caroços dessas frutas. Em outras palavras, desfrute de quantas maçãs quiser, mas não mastigue as sementes se puder evitar!

Compartilhe Este Post
By Goutyne
Follow:
Bem-vindo ao nosso site dedicado ao entretenimento e cultura! Aqui, você encontrará uma variedade de conteúdos envolventes sobre filmes, séries, resenhas de livros e ofertas imperdíveis.