Filmes

Fim da Estrada | Netflix – Descubra a verdadeira história por trás do filme

Fim da Estrada, é um filme muito famoso da Netflix, dirigido por Milicent Shelton. O filme conta a história de Brenda Freeman, após perder o emprego e seu marido, está se mudando para o Texas, Los Angeles, com sua filha Kelly e o irmão Reggie.

Contudo, no meio de sua Jornada em Fim da Estrada, Reggie pega uma sacola cheia de dinheiro em uma cena de um crime, que pertence a um notório criminoso chamado Sr. Cross. Ao longo do filme, Cross tenta caçar a família para adquirir a bolsa, todavia, a viagem pelo país se torna uma estrada para muita confusão para Brenda e sua família.

Sozinhos no deserto do Novo México, eles tem que lutar por suas vidas, porque eles se tornaram alvos de um misterioso assassino. O filme é de alta adrenalina, e oferece uma experiência de tirar o fôlego para os espectadores. O comentário social, sobre raça é relevante, e com isso, existem possíveis conexões com a vida real do encontro entre um assassino infame indo de encontro com Brenda.

Ainda assim, se você ficou em dúvida, se o filme é ficção ou se ele se baseia em fatos reais, tiramos sua dúvida! Eis o que é real ou não em Fim da Estrada.

Fim da Estrada se baseia em uma história verdadeira?

Não. Fim da Estrada, não se baseia em uma história real. Christopher J. Moore e David Loughery, escreveram o filme totalmente fictício, e a protagonista e sua família não tem nenhuma ligação com a vida real. Porém, o filme de Shelton, dentro da ficção, também está enraizado eventualmente na realidade.

O diretor disse que o conto de Brenda é a história de uma mulher negra comum, em busca de superar as adversidades em seu caminho, protegendo a si mesma e sua família. Shelton disse à Blackfilm .

Brenda demonstra muita resiliência e muita coragem, para defender a si mesma e sua família. São fatos que tem relação com a mulher negra, incluindo Shelton, que se preparou para enfrentar vários desafios como mulher negra, conforme a mesma entrevista.

A protagonista continua enfrentando seus desafios em Fim da Estrada, um após o outro tentando garantir a segurança de seu filho e seu irmão. Brenda se transforma em uma força da natureza, nos lembra de inúmeras mulheres que defenderam a si mesmas e seus entes queridos em várias circunstâncias.

O racismo abordado no filme

O racismo também é explorado de forma significativa no filme. A personagem principal e sua família são insultados e obstáculos por serem negros. Dois homens insultam Brenda, e Kelly revida aos insultos, eles exigem desculpas por colocar suas vidas em risco, o que indica a crença desprezível de que eles seriam superiores a Brenda somente por ela ser negra.

O fato também acontece quando uma faxineira rouba a bolsa de dinheiro do Sr. Cross de Brenda, por exemplo. Os membros de sua gangue se unem contra ela, imaginando que seria fácil lidar com uma mulher negra.

Outra forma que Fim da Estrada, se conecta com a realidade, é através de sua representação com o tráfico de drogas nos estados do sudoeste. O Sr. Cross, o antagonista do filme, está envolvido no tráfico de drogas com um cartel chamado Cartel de Sinaloa.

Embora Sr. Cross seja, um personagem fictício, o Cartel de Sinaloa é um cartel mexicano real que tem uma presença significativa em estados do sudoeste como Arizona e Texas onde a história do filme acontece. O saco de dinheiro que Reggie pega no quarto de Harvery Ruck é pagamento do cartel ao Sr. Cross.

Através da presença constante no quartel e da bolsa de dinheiro, Shelton conectou seu filme de ficcção à realidade. Apesar de ser uma ficção, o filme consegue criou laços com a realidade, através da personagem Brenda e de tudo que ela enfrenta.