domingo, 25 fevereiro, 2024

Cebolas: De Alimentos Antigos a Elixires Terapêuticos


As cebolas são verdadeiras protagonistas na cozinha, presentes em uma variedade de pratos, desde sopas até molhos para macarrão. No entanto, muitas vezes são relegadas a um papel coadjuvante, sendo eternamente a dama de honra que nunca assume o papel de noiva. Mas esse ingrediente culinário de múltiplas camadas possui mais nuances do que se pode perceber à primeira vista.

Presume-se que as cebolas sejam um dos alimentos mais antigos do mundo, embora ninguém saiba ao certo por quanto tempo têm estado entre nós. Acredita-se que tenham originado no Irã e no Paquistão Ocidental, sendo consideradas um alimento básico nas dietas de nossos ancestrais pré-históricos.

No entanto, as cebolas não eram apenas um componente básico. No Egito Antigo, eram tão valorizadas que eram enterradas junto aos faraós. Na Roma Antiga, acreditava-se que possuíam propriedades curativas, abrangendo desde problemas de visão e insônia até feridas na boca, mordidas de cães e disenteria.

Descubra os Mitos e Verdades Saborosos sobre as Cebolas na Cozinha

Descubra os Mitos e Verdades Saborosos sobre as Cebolas na Cozinha
  1. Mito das lágrimas: Cortar cebola não é evitável, mas métodos como segurar um palito de fósforo não funcionam. Congelar ou refrigerar antes do corte, usar uma faca afiada ou proteger os olhos com óculos são alternativas eficazes.
  2. Mito do hálito: O cheiro das cebolas pode ser combatido com maçãs, alface, ervas frescas, hortelã ou chá verde. Estas opções neutralizam significativamente o odor.
  3. Mito das variedades: Cebolinhas, cebolas da primavera e cebolas doces têm diferenças significativas. Cebolas variam em sabor de acordo com a cor, sendo amarelas ideais para cozimento, brancas mais potentes, e vermelhas doces e suaves.
  4. Mito da contaminação: Cebola cruas não são particularmente propensas a bactérias, possuindo compostos antibacterianos. Armazenar cebolas na geladeira é seguro.
  5. Mito do descarte: Cebola germinadas não devem ser descartadas. Podem ser consumidas, mas ficam melhores em preparações cozidas para disfarçar a textura.
  6. Mito do sabor: Contrariando a crença, cebola ficam mais fortes com o tempo. Caramelizar ou adicionar açúcar pode reduzir a amargura.
  7. Mito do consumo: Americanos consomem cerca de 19,2 quilos de cebola por pessoa, quase alcançando os 23 quilos dos franceses. As cebola amarelas são as mais populares nos EUA.
  8. Mito canino: Cebolas são tóxicas para cães, causando anemia. Evite dar cebolas a animais de estimação.
  9. Mito do tamanho: Cebola podem ser enormes. Um recorde mundial em 2023 foi uma cebola de 19,7 libras.
  10. Mito da saúde: Cebolas são superalimentos, ricas em antioxidantes, antibacterianos, e podem promover saúde óssea, cardíaca e intestinal.
  11. Mito da vida sexual: Cebola têm sido associadas ao aumento da testosterona em homens, podendo melhorar a circulação sanguínea e até contribuir para a redução do risco de câncer de próstata.
Mitos e Verdades Saborosos sobre as Cebolas na Cozinha

E isso não é tudo. A alicina presente nas cebola demonstrou melhorar a circulação sanguínea — uma das principais vantagens para a excitação sexual — e a sua riqueza em certos fitoquímicos demonstrou regular os níveis hormonais, o que pode contribuir para o aumento do desejo sexual. Talvez não seja surpresa que as cebola cruas tenham sido atribuídas há muito tempo com propriedades afrodisíacas!

Goutyne
Goutynehttps://goutyne.com
O site mais completo de curiosidades e entretenimento da internet.

Populares

Interessante!