Esportes

4 Momentos marcantes na história quando o esporte mudou o mundo

Na superfície, o mundo esportivo pode parecer ser simplesmente um espaço que coloca os maiores atletas em uma plataforma para entreter milhões de espectadores, mas na realidade, é muito mais do que isso. O esporte reflete economia e cultura. Exclusivamente, transcende as diferenças sociais e pode ser um veículo de conscientização para as questões mais importantes do dia. Quaisquer que sejam os principais momentos que estão acontecendo em nossa sociedade, você pode ter certeza de que em algum lugar, um esportista está usando sua plataforma para fazer uma declaração sobre o tema, muitas vezes com grande efeito. Aqui estão os momentos esportivos que mudaram o mundo.

1. O jogo de futebol da trégua de Natal

No que se tornou um dos eventos mais mitologizados da Primeira Guerra Mundial, a Trégua de Natal – e o jogo de futebol que se seguiu – é um exemplo perfeito de esportes que unem as pessoas contra todas as probabilidades. Neste caso, fez com que inimigos jurados se tornassem rivais amigáveis, mesmo que fosse temporário. No final da véspera de Natal de 1914, soldados britânicos ouviram tropas alemãs nas trincheiras em frente a eles cantando canções natalinas e iluminando decorações. Depois de gritar mensagens um para o outro, os dois lados se encontraram em terra de ninguém no dia seguinte, onde trocaram presentes e jogaram um jogo de futebol improvisado. Este momento mágico de solidariedade esportiva foi um raro brilho de luz em um período horrível nos campos de batalha da Europa Ocidental. A trégua durou pouco, com os soldados jogando futebol voltando às suas estações de batalha logo depois.

2. Jessie Owens estraga jogos de Hitler

O ano era 1936 e Adolf Hitler estava três anos em seu papel de chanceler – alguns anos depois ele invadiria a Polônia, iniciando a Segunda Guerra Mundial. No entanto, a velocista afro-americana Jessie Owens tinha ideias diferentes. Owens dominou seus eventos, conquistando ouro nos 100m, 200m, 4x100m e no salto em distância, estabelecendo três recordes mundiais no processo e humilhando Hitler na frente de sua torcida.

3. Rugby une África do Sul

A Copa do Mundo de Rugby de 1995 foi o primeiro grande evento esportivo a ser realizado na África do Sul após o fim do apartheid, um sistema de legislação que defendia políticas segregacionistas contra sul-africanos não brancos. Os Springboks, a seleção da África do Sul, haviam sido banidos dos torneios anteriores por causa da política de seu governo, mas depois que Nelson Mandela assumiu o comando no início dos anos 1990 e desmantelou a política, os anfitriões estavam livres para jogar. Em um conto de fadas esportivo, os Springboks chegaram até a final, onde conseguiram derrotar os tão sonhados All Blacks neozelandeses de forma dramática. Em um momento que transcendeu o esporte, Mandela entregou o troféu ao capitão branco sul-africano, François Pienaar.

4. Equipe de Críquete da Índia visita o Paquistão

Após décadas de conflito entre os dois países, a Índia embarcou em uma turnê de teste do Paquistão em 2004. A rivalidade entre os dois países do sul da Ásia tem sido intensa desde que o Paquistão foi esculpido fora de uma área da Índia pelos britânicos após a Segunda Guerra Mundial, levando a décadas de tumultos, assassinatos em massa e até genocídio. O primeiro-ministro do Paquistão, o ex-jogador de críquete Imran Khan, saudou a turnê, dizendo que ela transcende o esporte.

1 Comment

Comments are closed.